Tipos de Vinho

São obtidos através da fermentação alcoólica total ou parcial de uvas frescas ou em mostro de uvas frescas. A sua graduação alcoólica tem que ser obrigatoriamente superior a 8,5 %.

Vinho Branco - AFG Produtos Alimentares

Vinho Branco

Os vinhos brancos obtêm-se a partir da fermentação das uvas sem pele, embora alguns brancos possam ser obtidos mantendo as peles da uvas em contacto com o mostro antes da fermentação. Têm um aspecto límpido e cor amarela clara ou amarela mais escura (amarelo palha). São muito suaves e aromáticos (flores e frutos).

Vinho Tinto - AFG Produtos Alimentares

Vinho Tinto

Os vinhos tintos obtêm-se a partir da fermentação de uvas tintas. As cores vão do vermelho ruby ao vermelho mais escuro. Os tintos jovens são suaves, muito aromáticos e, normalmente, de sabor delicado. Os tintos envelhecidos têm um aroma intenso, são aveludados (textura macia na boca) e um teor alcoólico elevado (encorpados).

Vinho Rosé - AFG Produtos Alimentares

Vinho Rosé

Nos vinhos rosés feitos a partir de castas tintas, por um processo de fermentação especial, as peles são retiradas num período curto de tempo, já tendo deixado alguma coloração ao vinho. Depois continua a fermentação sem peles. Em Portugal, permite-se fazer rosé através da mistura de vinhos brancos e tintos. Podem ter diferentes tonalidades, desde o rosa pálido ao vermelho claro. Apresenta um sabor resultante das características do vinho branco (leve e suave) e do vinho tinto (aroma a frutos vermelhos).

Vinho Espumante - AFG Produtos Alimentares

Vinho Espumante

Os vinhos espumantes distinguem-se pela presença de dióxido de carbono, proveniente da fermentação secundária, que lhes dá as bolhas e espuma. A sua fase final de fermentação dá-se, normalmente, na garrafa (método clássico ou champanhês). No entanto, pode também ser feita através da passagem do vinho por diferentes tanques (método contínuo), ou ainda, realizado numa cuba fechada (método charmat).

Vinho do Porto - AFG Produtos Alimentares

Vinho do Porto

Só o vinho produzido na Região Demarcada do Douro, respeitando normas de produção e envelhecimento rigorosamente controladas, pode utilizar a denominação "Vinho do Porto". Durante o seu processo de envelhecimento, o vinho é submetido a provas de controlo de qualidade, quer analítica, quer sensorial, efectuadas pelos Laboratórios e pela Câmara de Provadores do Instituto do Vinho do Porto, um dos organismos públicos mais antigos e prestigiados de Portugal. Esta entidade tem como principal missão o controlo oficial e a defesa do prestígio do Vinho do Porto, bem como a sua promoção a nível mundial. Apenas os vinhos que cumprem os exigentes critérios de qualidade estabelecidos têm o direito de usar o selo de garantia emitido pelo Instituto do Vinho do Porto.

Tipos de Vinho do Porto

  • Vintage

    Tem excelente qualidade, é proveniente de uma só colheita. O seu engarrafamento é feito entre o início de Julho do segundo ano e final de Dezembro do terceiro ano depois da vindima. Pode consumir-se de imediato, no entanto é habitualmente colocado em caves de envelhecimento por um período que pode ir até aos 40 anos. É um vinho de cor escura e muito encorpado, tornando-se mais suave com o envelhecimento em garrafa.

    É o Instituto de Vinhos do Douro e Porto (VDP) quem reconhece e classifica como "Vintage" o Vinho do Porto.

  • LBV (Late Bottled Vintage)

    Este vinho, de grande qualidade, provém unicamente do ano indicado na garrafa. Antes de ser engarrafado, o LBV permanece em madeira 4 a 6 anos, tempo de maturação que lhe confere uma maior evolução de cor relativamente ao Vintage. São vinhos de intensa coloração, taninosos, de carácter jovem, que no seu "bouquet" denotam uma componente ligeiramente oxidativa que provém do seu envelhecimento inicial em madeira.

  • Colheita

    Vinho do Porto que provém de uma só colheita, indicada obrigatoriamente no rótulo. São vinhos que envelhecem em madeira e apenas são engarrafados quando se pretende colocá-los no mercado. Passam por um estágio mínimo de 7 anos, o que lhes confere uma cor alourada, um sabor suave, delicado, profundo e complexo.

  • Ruby

    Tem este nome pela cor que apresenta, devido ao processo de envelhecimento sem oxidação (normalmente em barris de madeira durante três anos). É um vinho de lote, cuja cor vermelha ruby, jovem, encorpado, frutado e sabor forte, obtido por lotação de vinhos de diversas colheitas.

  • Tawny

    Vinho do Porto obtido a partir de lotações de vinhos, normalmente com uma idade média de três anos e envelhecido em cascos de madeira de carvalho. No processo de envelhecimento fazem-se muitas transfegas para forçar a oxidação do vinho e para que este fique com uma tonalidade dourada.

    Porto tawny de boa qualidade é de apenas uma colheita. Antes de ser engarrafado, passa por um estágio em madeira de, no mínimo, sete anos. Durante o seu envelhecimento, os aromas jovens e frutados oxidam e transformam-se num bouquet (conjunto de aromas), onde se destacam os aromas a frutos secos, madeira e especiarias.

  • Reserva

    A categoria Reserva é aplicável aos Tawny e aos Ruby. As cores podem ser vermelhos, próximos dos rubies ou acastanhados, semelhantes à cor dos tawnies mais velhos. O Tawny Reserva é obtido a partir da lotação de vinhos com uma idade média de cinco a sete anos. Os Ruby Reserva são mais aromáticos, frutados. Os lotes de vinho utilizados na produção de Ruby Reserva têm uma selecção mais cuidada dos que são utilizados na categoria Ruby.

  • Vinhos do Porto Brancos

    Como o nome indica, são vinhos elaborados exclusivamente a partir de uvas brancas. Os Vinhos do Porto brancos apresentam uma doçura variável, desde os muito doces, chamados "Lágrima", passando pelos "Doces", "Meios Secos", "Secos" até aos "Extra Secos. Existe uma categoria especial designada "Leve Seco" que, além de ser bastante seco, apresenta uma graduação alcoólica de 16,5%.

    • Doce

      O vinho do Porto Doce, apresenta um nível de açúcar entre os 90g e os 130g de açúcar por litro. O Porto Branco Doce pode ter várias tonalidades de amarelo e é obtido a partir de vinhos de lote de idade variável: alguns vinhos utilizam lotes com dois ou três anos, e os que utilizam lotes mais antigos com cinco, seis e, por vezes, nove anos de idade, têm a categoria de Branco Reserva.

    • Seco

      É um vinho que tem um nível de açúcar entre os 40g e os 65g por litro. A variante Porto Branco Leve e Seco apresenta uma cor amarela clara e uma graduação alcoólica um pouco inferior (16,5%). Este é um vinho levemente aromático. O vinho Branco Meio Seco apresenta um nível de açúcar entre os 60g e os 90g por litro.